Viajando com bebês de até 8 meses: o que esperar

Viajando com bebês de até 8 meses: o que esperar

Sejamos realistas: com um recém-nascido, você não vai querer viajar para lugar nenhum, a não ser que seja imprescindível. Você ainda vai estar se recuperando do parto e o bebê exigirá atenção permanente: entre mamadas, trocas de fralda e muito sono interrompido, você vai ficar exausta!

A boa notícia é que, a partir de 3 meses de idade, bebês são ótimas companhias de viagem. Não são mais tão frágeis, e por outro lado são muito portáteis: podem ser carregados de cá para lá quase sem reclamar, pois não estranham tanto a mudança de ambiente. As coisas vão mudar depois que seu filho aprender a engatinhar e andar, portanto aproveite esta fase!

images

O final da licença-maternidade é um ótimo período para dar uma escapada, antes de voltar à rotina do trabalho.

Dicas de saúde e segurança

• Carregue com você: creme antiassaduras, sacos plásticos para guardar fraldas sujas, fraldas limpas e o analgésico recomendado pelo seu médico para o caso de febre. Você pode levar também um remédio para gases — peça uma indicação ao pediatra –, soro fisiológico para desentupir o nariz e mordedores, se os dentes estiverem para nascer. Dê uma olhada no nosso artigo sobre a farmacinha doméstica e na nossa lista para mais ideias do que levar.

• Leve bonés, chapéus e filtro solar com fator de proteção acima de 30, para o bebê (muitos pediatras não recomendam o uso de protetores solares até os 6 meses por risco de reação alérgica). Crianças de menos de 6 meses não devem ser expostas diretamente ao sol por mais de 15 minutos e bebês entre 6 meses e 1 ano devem ficar sob o sol com moderação, evitando o horário entre 10h e 16h (ou 11h e 17h, se houver horário de verão).

Alimentação e conforto

• Se você não estiver amamentando, lembre-se de levar a fórmula em pó e a água já fervida para o trajeto da viagem (com uma ou duas doses a mais para o caso de atrasos ou imprevistos). Na hora de dar de mamar, é só preparar e chacoalhar. Não leve a fórmula já preparada, porque ela pode se deteriorar.

Informe-se sobre o lugar para onde está indo. É provável que lá haja supermercados onde você pode comprar mais fórmula, além de fraldas e comida de potinho, para não ficar carregando peso na viagem.

• Leve um babador de plástico para o bebê. Existem modelos de plástico rígido ou outros mais parecidos com tecido. O importante é que eles são mais fáceis de limpar e diminuem drasticamente a quantidade de roupa suja.

• Leve um edredom pequeno ou uma toalha que possam ser colocados no chão e servir de colchãozinho para o bebê descansar, seja sobre a grama ou sobre a areia.

Invente jeitos de distrair seu filho

Numa bolsa, coloque alguns dos brinquedos favoritos do seu filho, além de um ou dois brinquedos novos. Não precisa ser nada muito elaborado: qualquer coisa que acenda e faça barulho, chocalhos, mordedores, bichinhos de pelúcia, livrinhos… Um bom critério de escolha é o tamanho: você não vai querer ficar carregando aquele centro de atividades enorme ou aquele caminhãozão para lá e para cá.

Equipamentos

Para bebês pequenininhos, que ainda não sentam, o conjunto bebê-conforto e carrinho dos chamados “travel systems” podem ser boas saídas porque dão para tirar e pôr o bebê do carro sem acordá-lo. O bebê-conforto serve como cadeirinha do carro e também pode ser usado, dependendo do tipo, em assentos de ônibus.

Outro equipamento que pode ajudar é um porta-bebê tipo canguru, se você não for muito fã de carrinho, ou ainda os carregadores do tipo “sling”, que facilitam até na hora de amamentar. Só não caia na armadilha de pensar: “Ah, a gente leva ele no colo mesmo”. Você pode se arrepender amargamente e acabar tendo que comprar um carrinho mais caro, no meio da viagem, para dar um descanso aos braços e às costas.

Fonte: Baby Center (http://brasil.babycenter.com/a3200043/viajando-com-beb%C3%AAs-de-at%C3%A9-8-meses-o-que-esperar#ixzz2tJTzjqJL)

Leave a Comment

*Required fields Please validate the required fields

*

*